Você está aqui: Página Inicial / NuMI-EcoSol / Linhas de Ação

Linhas de Ação

Depois que o programa de extensão INCOOP virou um núcleo de ensino, pesquisa e extensão, denominado NuMI-EcoSol, as ações de intervenção foram organizadas e agrupadas em torno de Linhas de Ação, a partir das atividades que já existiam anteriormente.
De acordo com o regimento interno do NuMI, em seu Parágrafo único do Artigo 8º, cada Linha corresponde ao conjunto de ações construídas e conduzidas de forma interdisciplinar, multiprofissional, baseadas na integralidade e centradas na população-alvo, integrando ações de assessoria e consultoria, produção de conhecimento e de educação voltadas para desenvolvimento humano a partir dos princípios da Economia Solidária, considerando as especificidades de grupos e/ou necessidades individuais da população-alvo, respeitadas suas singularidades, subjetividades e conforme um projeto previamente elaborado e negociado entre profissionais e população-alvo.
Segue abaixo quais são as onze Linhas de Ação e um resumo de suas descrições. Para saber mais detalhes sobre cada Linha clique em cima dos nomes.

1) Educação, Saúde e Cidadania: Linha de ação composta por quatro sublinhas de atividades, sendo elas: Saúde, relacionada à promoção de saúde, segurança alimentar e nutricional e qualidade de vida; Etnomotricidade, em que aborda a fruição do lazer e educação das relações étnico-raciais; Questões de Gênero e Educação Matemática, a partir da etnomatemática. As ações dessa linha têm por objetivo promover ações que valorizem e aumentem a participação cidadã.

2) Movimento de Economia Solidária: Para poder representar o NuMI-EcoSol nas diversas instâncias de articulação do movimento de Economia Solidária, em âmbitos municipal, estadual, nacional e internacional, foi constituída essa linha de ação. Responsável pela promoção da discussão política, avaliação e articulação de parcerias com diferentes atores e espaços de discussão e fomento da Economia Solidária.

3) Relações de Comercialização e Consumo: tem como objeto de estudo práticas de consumo, processos de comercialização e condições para promoção de consumo e comercialização éticos, responsáveis e solidários. A linha tem analisado a viabilidade de ampliar as oportunidades de comercialização dos produtos de Economia Solidária, inclusive no meio universitário.

4) Economia Solidária e Desenvolvimento Territorial: Tem por objetivo o fomento do Desenvolvimento Territorial por meio de iniciativas de Economia Solidária. É constituída por quatro sub-linhas, que correspondem à natureza das ações produtivas fomentadas: limpeza, finanças solidárias, alimentação e cultura.

5) Ensino, Pesquisa e Extensão em Finanças Solidárias: Esta linha estuda e propõe atividades considerando um foco mais amplo das Finanças Solidárias, mas sempre como condição promotora da consolidação e ampliação dos EES.

6) Fomento à constituição de novos empreendimentos e iniciativas de Economia Solidária: Quando há pessoas interessadas em formar um empreendimento ou há condições identificadas como favorecedoras da constituição de um empreendimento, esta linha é a responsável por processar e encaminhar as demandas. São seus objetivos de atuação: a) Identificar e sistematizar possibilidades de estruturação de novos empreendimentos e iniciativas econômicas em Economia Solidária; b) atuar no suporte e fomento à formação de novos empreendimentos com atuação na comunidade local; c) promover atividades que predisponham à organização para o trabalho coletivo e qualificado em Economia Solidária.

7) Formação em Economia Solidária: tem por objetivo as ações de formação em Economia Solidária, tanto voltada para empreendimentos, quanto para as pessoas do NuMI, promovendo discussões, elaborando materiais, entre outros. Essa linha é a responsável por organizar a ACIEPE “Cooperativas Populares e Economia Solidária: Produção de Conhecimento, Intervenção Profissional e Formação de Profissionais”.

8) Inserção laboral de pessoas em desvantagem social por meio da Economia Solidária: Atua na inserção de pessoas com transtorno mental e usuários de álcool e drogas em iniciativas e empreendimentos de Economia Solidária, visando ampliar a comercialização e geração de renda de seus produtos, a inserção dos EES em redes de Economia Solidária e sensibilização de moradores de rua, especialmente usuários de álcool e outras drogas para o envolvimento em atividades de iniciativas de Economia Solidária.

9) Redes de Empreendimentos Econômicos Solidários: Essa linha tem por objetivo a promover a formação de redes entre e com empreendimentos de Economia Solidária. Especificamente sua atuação tem ocorrido no contexto da cadeia de resíduos recicláveis.

10) Desenvolvimento de Ações de Consultoria em Economia Solidária do NuMI-EcoSol: tem por objetivo prestar ações de consultoria e outras formas de intervenção breves e pontuais em Economia Solidária que orientem grupos que estão sem equipes de incubação diretamente responsáveis pela orientação de suas atividades, bem como de gestores e outros atores sociais que demandem apoio para desenvolvimento de ações de interesse da Economia Solidária;

11) Relação e Articulação de Parcerias: o objetivo desta linha é promover a ampliação e aprimoramento de parcerias entre o NuMI e entidades e movimentos de diferentes tipos, envolvidas, com interesse ou potencial para apoio a empreendimentos e iniciativas de Economia Solidária. Exemplos destas parcerias podem ser: movimentos sociais, outras incubadoras, grupos de trabalho extensionistas da UFSCAR, e de outras instituições, organizações da sociedade civil, poder público, outros empreendimentos, etc.

Embora tenham objetos específicos de atuação, as diferentes Linhas de Ação podem atuar conjuntamente para promover e fortalecer as diferentes ações de Economia Solidária. No próprio funcionamento do NuMI-EcoSol as trocas de informações ocorrem em reuniões gerais semanais, momento em que os responsáveis das ações podem compartilhar, discutir e estabelecer parcerias entre as linhas para suas atividades.

Além das diversas Linhas de Ação citadas, o NuMI conta também com uma Comissão Gestora Administrativa (CGA) que trata dos assuntos administrativos e da organização do espaço e o seu surgimento foi muito importante para o funcionamento do NuMI, já que não tínhamos um suporte deste tipo antes.

Neste link é possível acessar uma representação visual da estrutura e forma de organização do NuMI-EcoSol.